you're reading...
Minhas publicações em revistas on-line

A persistência da crise mundial dos alimentos e a inviabilidade de soluções maniqueístas

Artigo de minha autoria, publicado no site Via Política, em 30/11/09, em que critico soluções extremistas que têm sido propostas para a crise mundial de alimentos iniciada em 2007 e defendo que a provisão de alimentos em nível local e mundial deve se dar através de mercados regulados de acordo com o princípio da soberania alimentar.

“Em 2007, o preço mundial dos alimentos atingiu níveis alarmantes, ameaçando a segurança alimentar de várias populações vivendo em condições frágeis ao redor do mundo. Analistas se dividem entre os que culpam o regime neoliberal de alimentação mundial (argumentando que a desregulamentação estatal da agricultura nos países periféricos e sua integração num mercado mundial dominado por corporações privadas transnacionais foi longe demais) e os que defendem que ainda mais liberalização é necessária na agricultura e no mercado mundial de alimentos (especialmente da parte dos países centrais). Em meio ao debate, governos e organizações internacionais reagiram e os investimentos no setor agrícola foram intensificados.

Porém, artigo recente da The Economist (“Feeding the world: If words were food, nobody would go hungry”, 19/11/2009) mostra que, após uma redução observada a partir de meados de 2008, os preços dos alimentos em nível mundial (medidos pelo índice da FAO) voltaram a subir em 2009, indicando que a crise ainda não está resolvida. Junto com os preços, sobe o número de pessoas mal nutridas ao redor do globo. Número que vinha caindo desde 1970, mas voltou a crescer por volta de 1996 e, de 2007 pra cá, subiu abruptamente.

A solução apropriada para este problema provavelmente não derivará dos diagnósticos maniqueístas apresentados no primeiro parágrafo.” [accesso à versão completa através deste link.]

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: